25 Abril, 2015      05:11 GMT +1 Luanda 24°C
Angola News


Consórcio Angola LNG retoma produção apenas em 2015

Enviar por E-mail Versão para impressão

O consórcio Angola LNG só retoma a produção em 2015, interrompida desde Abril passado na sequência de um acidente, anunciou há dias o ministro dos Petróleos, ao concluir uma visita às instalações da sociedade no Soyo, cidade da província do Zaire.

Botelho de Vasconcelos afirmou ter obtido do empreiteiro contratado para a realização das obras a reafirmação das garantias da retoma nos prazos estabelecidos e ter observado que os trabalhos “prosseguem sem interrupção”, de acordo com a agência noticiosa Angop.

O ministro disse ainda que “a intervenção é de uma certa complexidade”, pelo que o empreiteiro continua a estudar o problema, mas adiantou estar convicto de que será possível concluir as reparações no prazo previsto.

“É importante que a fábrica (de liquefacção de gás natural) volte a produzir no próximo ano, dado ser um investimento de grande importância para a economia nacional”, disse Botelho de Vasconcelos.

O Angola LNG é uma parceria entre a Sonangol, Chevron, BP, ENI e Total, tendo a fábrica do Soyo custado 10 mil milhões de dólares e capaz de produzir 5,2 milhões de toneladas de gás natural liquefeito por ano.

A empresa dispõe de uma frota de sete navios de transporte e três terminais de carregamento de gás natural liquefeito, gases líquidos e butano comprimido. (macauhub/AO)

 

Câmara de Comércio Chinesa em Angola apoia vítimas de sismo na China

Enviar por E-mail Versão para impressão

A Câmara de Comércio Chinesa em Angola doou mais de 350 mil dólares às vítimas do terramoto de Ludian, na província de Yunnan, que matou pelo menos 617 pessoas e deixou milhares desalojadas, disse o seu presidente Zhao Hongbing.

Citado pelo jornal China Daily, Zhao adiantou que aquela verba destina-se principalmente à reconstrução das escolas.

O sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter, que foi sentido dia 3 de Agosto nas regiões montanhosas do sudoeste da China, fez mais de 1300 feridos, além dos mortos e de 180 desaparecidos, informou nesse dia a agência oficial de notícias Nova China.(macauhub/AO/CN)

 

1ª Feira Africana de Electricidade realiza-se em Luanda, Angola, em Setembro

Enviar por E-mail Versão para impressão

20140818

A primeira edição da Feira Africana de Electricidade (Expoasea 2014) realiza-se em Luanda de 9 a 11 de Setembro próximo, estando já confirmada a presença de pelo menos 40 países, disse a gestora de feiras da Feira Internacional de Luanda (FIL).

Organizado pelas empresas Nacional de Electricidade (ENE) e de Distribuição de Electricidade de Luanda (EDEL), em parceria com a Feira Internacional de Luanda, o certame irá permitir a apresentação de novos equipamentos de produção e de transformação de energia, adiantou Tatiana Vissolela Augusto.

Tatiana Augusto disse ainda à agência noticiosa Angop que constam dos objectivos da feira reunir as principais empresas do sector para exporem novos projectos e novas soluções, estabelecer relações comerciais num mercado de grande potencial e apresentar as diversas soluções nacionais e internacionais para o sector.

A ter lugar no Centro de Convenções Talatona, sob o lema “O Mix Energético em África, Desafios e Perspectivas”, a feira irá contar com a participação de empresas de países como China, Israel, Brasil, Índia, França e Costa do Marfim. (macauhub/AO)

 

Mudas de café vão ser dadas aos produtores em Angola

Enviar por E-mail Versão para impressão

Mais de 20 milhões de mudas de café serão produzidos até ao final do ano, informou o director do Instituto Nacional do Café de Angola (INCA), João Ferreira.

O director do INCA disse que as mudas irão ser distribuídas gratuitamente aos produtores, a fim de apoiar a produção de café a nível nacional e recordou que em 1973 Angola produzia 210 mil toneladas de café com valor comercial, quantidade que baixou para 3 mil toneladas em 2002.

Actualmente, prosseguiu, Angola está a produzir 12 mil toneladas, o que representa menos 10% da produção colonial, devido à guerra civil que se registou no país pouco após a independência do país, em 1975.

Em declarações à agência noticiosa Angop, João Ferreira disse que as zonas produtoras de café mais afectadas pela guerra civil foram as províncias do Uíge, Bié, Cuanza Norte, Huambo e Cuanza Sul, provocando uma desarticulação total no meio rural principalmente nas zonas de plantação.

A produção do café está fortemente concentrada nas províncias do Cuanza Sul e do Uíge que, em conjunto, representam cerca de 77% da produção nacional.

João Ferreira defendeu que o sector bancário deve apoiar cada vez mais os projectos de cultivo de café e de soja em Angola, uma vez que a cultura de café não foi abrangida no Crédito Agrícola de Campanha. (macauhub/AO)

 

Banco Nacional de Angola ultima Fundo de Garantia de Depósitos

Enviar por E-mail Versão para impressão

20140815

O Fundo de Garantia de Depósitos de Angola encontra-se em fase final de preparação, revelou fonte oficial do Banco Nacional de Angola (BNA) ao semanário angolano Expansão.

Um fundo de garantia de depósitos é um mecanismo que tem por objecto principal garantir, habitualmente até um certo limite, o reembolso de depósitos constituídos nas instituições bancárias que, na legislação angolana, são as únicas autorizadas a receber depósitos do público.

A fonte do BNA disse ainda ao semanário que a estruturação do Fundo de Garantia de Depósitos de Angola exigiu a participação de técnicos em acções de formação e de gestores em encontros de trabalho realizados pela Associação Internacional de Seguradores de Depósitos (“International Association of Deposit Insurers”), instituição com sede em Basileia, Suíça.

A fonte citada pelo semanário adiantou que o Banco Nacional de Angola contou igualmente com as contribuições da Associação Angolana de Bancos e do Fundo Monetário Internacional.

A Associação Internacional de Seguradores de Depósitos, com sede no Banco de Compensações Internacionais, em Basileia, Suíça, é uma organização não-lucrativa fundada em  Maio de 2002 que representa actualmente 75 seguradores de depósitos de 73 países e territórios. (macauhub/AO)

 


Pág. 98 de 581
pub-angola-p.jpg
MM27
MM9